quinta-feira, junho 06, 2013

O Castelo dos Mouros tem novas instalações de Apoio ao Visitante

Cintra-CastMouros01
Postal antigo

Foram  inauguradas, as novas instalações de Apoio ao Visitante do Castelo dos Mouros. Este é o resultado do projecto “À Conquista do Castelo”, que implicou um investimento de 3,2 milhões de Euros, cofinanciado em 600 mil Euros pelo Programa de Intervenção do Turismo (PIT) e no remanescente pela Parques de Sintra. O objectivo centrou-se na valorização global e no restauro do Castelo dos Mouros, monumento que contou com cerca de 269.000 visitas em 2012.
Segundo a PSML, a partir de agora os visitantes poderão desfrutar de um novo espaço de acolhimento, constituído por uma cafetaria com esplanada, loja e bilheteira, bar, instalações sanitárias e ainda uma envolvente paisagística recuperada (repondo a ambiência romântica preexistente), bem como caminhos de acesso e de ronda totalmente requalificados e iluminados. Foram também restauradas as duas cinturas de muralhas e a Cisterna (que passa agora a ser visitável). Será ainda aberta ao público a Casa do Guarda do Castelo, situada na segunda cintura de muralhas (fora do perímetro pago), após recuperação e adaptação como cafetaria, esplanada (com vista panorâmica para a Serra) e instalações sanitárias.
Fonte PSML

4 comentários:

Graça Sampaio disse...

Gosto é do postal! Adoro imagens antigas! Mas quando eu andava aos saltos por essas pedras milenares, não havia instalações de apoio ao visitante, nem faziam falta...

pedro macieira disse...

Graça,
-Naturalmente o velho Castelo não necessitava de tantas modernices -não fui lá ainda, mas espero nos próximos dias dar lá um salto.
Abraço

Graça Sampaio disse...

Que bom! E que "inveja"....
Bom fim de semana.

Carlos José dos Santos disse...

Faz-me muita confusão, os valores envolvidos para fazer uma xafarica qualquer. Quando se vê obra feita por gente capaz, e por administração directa não passam das centenas de Euros, porque será?
Haverão umas diferenças tão grandes entre que administra pessoalmente, e quem manda fazer fora, sobretudo para o Estado, ou Administração local?