sábado, agosto 01, 2015

Um ALDI no Banzão?


Sobre Sintra Paisagem Natural - Património Mundial "A candidatura de uma paisagem cultural para inclusão no Património Mundial exige uma mistura excepcional de sítios naturais e culturais num quadro exemplar. A Serra de Sintra corresponde-lhe de uma forma convincente. Vista de longe (ou a partir de uma fotografia aérea) ela dá a impressão de uma paisagem muito mais natural que se distingue bem dos arredores: uma pequena cadeia montanhosa granítica coberta de florestas, elevando-se da região rural (também ela entrecortada por montes e vales) entre Lisboa e o litoral. Vista de mais perto e percorrendo-a, a Serra revela marcas culturais de uma riqueza surpreendente, cobrindo vários séculos da história de Portugal. "

In "Sintra Património da Humanidade"

Banzão314072015blog.jpg
A casa "Camacho" no Banzão, local onde se pretende fazer "nascer" um ALDI

A construção  da loja ALDI, pretendida implicará o abate de dezenas de árvores e a demolição de uma vivenda (Casa Camacho),com história - destruindo a harmonia de um local de grande importância paisagística e arquitectónica.

http://riodasmacas.blogspot.pt/2015/07/foi-voce-que-pediu-um-supermercado-aldi_44.html

Banzão714072015blog.jpg
Entrada da Casa Camacho o nºº40 da Avenida Atlântico



A possibilidade da construção de um supermercado  da cadeia alemã ALDI no Banzão, tem suscitado grandes preocupações no comércio tradicional local e em todos que se preocupam com  a preservação do património paisagístico de um local, em zona fronteira com o Pinhal da Nazaré  e com um conjunto de vivendas de veraneio emoldurado por muitos pinheiros - local de passagem da linha do histórico eléctrico da Praia das Maçãs. Hoje publicamos a posição do ICNF,  em 31/07/2015 sobre o assunto que não nos permite ficar tranquilos:

*Resposta do ICNF sobre a possibilidade de construção de um supermercado ALDI no Banzão

"Em resposta à questão que nos colocou sobre a construção de uma superfície comercial numa zona de pinhal , no Parque Natural de Sintra Cascais temos a informar o seguinte: - após esclarecimento junto da Câmara Municipal de Sintra, verificamos que existe um pedido de parecer junto desta entidade, para o qual a CMS ainda não se pronunciou; - no âmbito do regulamento do Plano de Ordenamento do Parque Natural de Sintra Cascais, Resolução de Conselho de Ministros nº 1-A/2004 de 8 de Janeiro, a área em questão encontra-se em Área não abrangida por regime de protecção, isto é em Área Urbana, de acordo com o seu artigo 29º . Pelo que não se encontram sujeitos a parecer da nossa entidade. Com os melhores cumprimentos Conceição Bernardes Engenheira Biofisica Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, IP Departamento de Conservação da Natureza e Florestas - Lisboa e Vale do Tejo Parque Natural de Sintra Cascais"

*Fonte oficial da Câmara de Sintra assegurou ao Jornal da Região,  em 14 de Junho de 2015, que a construção de um supermercado Aldi no Banzão ainda não tinha sido  autorizado.

 Via Jornal da Região em 14/07/2015
 
"Segundo fonte oficial da autarquia, "no início de abril" deu entrada um pedido de informação prévia sobre a viabilidade da instalação de uma pequena superfície comercial, com "cerca de 900 metros quadrados, num terreno do Banzão.
 
Atendendo a algumas questões de acessibilidades na zona, e das características de construção urbana do local, à partida vê-se ali fortes condicionantes para um equipamento daquele género", admitiu a fonte municipal, acrescentando que o pedido "está a ser apreciado", mas "não está autorizado".

O Jornal da Região também recolheu a posição da Junta de Freguesia de Colares:
"O presidente da Junta de Freguesia de Colares, Rui Santos, admitiu a sua "preocupação com os pequenos comerciantes, porque vai rebentar com tudo", mas a decisão não pertence à autarquia local."

Notícia integral no Jornal da Região:
http://jregiao-online.webnode.pt/products/populacao-preocupada-com-projeto-de-superficie-comercial-no-banzao-sintra/
 
 No Rio das Maçãs:
 

Sem comentários: