quarta-feira, dezembro 21, 2016

A inauguração da nova sede da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares

InauguracaoBBVC21122016Ablog.jpg
Durante a manhã de hoje, foi inaugurada a nova sede da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares há muito tempo desejada. A sede nova ocupa agora um edificío da antiga escola primária, recentemente encerrada. A cerimónia de inauguração teve a presença do Presidente da Républica, Presidente da Câmara de Sintra, Presidente da Junta de Freguesia de Colares,e representantes das forças vivas de Colares, e muitos habitantes de Colares..
InauguracaoBBVC21122016blog.jpg
Descerramento da lápide que marca o evento
InauguracaoBBVC21122016cblog.jpg
125 balões,foram lançados por crianças das escolas de Colares, um por cada ano que foi percorrido pela  Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares.
InauguracaoBBBVCHino21122016.blogjpg.jpg
Momento do hino Nacional
InauguracaoBBVC21122016Gblog.jpg
Durante a exibição da banda no novo espaço da sede
InauguracaoBBVC21122016Fblog.jpg

Oradores
Banda MarceloRS21122916blog.jpg
Marcelo Rebelo de Sousa , Presidente da República
BandaBasilioHortablog.jpg
Basílio Horta, Presidente da Câmara Municipal de Sintra
BandaNunoSaraivablog.jpg
Nuno Saraiva, Director da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares

InauguraçaoBandablog.jpg
Foto da Banda com Presidente
inauguracaobanda2blog.jpg

1 comentário:

Carlos José dos Santos disse...

Há muito que esta colectividade merecia ter uma casa digna da sua história, que lhes fizessem justiça depois de ter passado o que passou, de proprietários da melhor Sociedade Recreativa sintrense, a locatários de um barracão a cair de maduro.
Ninguém faz nada sozinho mas os irmãos Moreira, têm um quinhão muito grande, no meu ponto de vista, sobre todo o trabalho efectuado no reerguer desta Colectividade, e sobretudo desta Banda Filarmónica. Bem-hajam, todos os Colarenses que têm aguentado firme para que esta Obra/Colectividade se mantenha bem viva.
A presença do Presidente da República só vem dar mais valor ao trabalho executado, para mim tudo o que foi feito antes e não se viu, e muitos não sabem (como eu não sei, mas calculo), aguentar anos a fio, todas as atrocidades e agruras, para mim isso é que é dificil. Agora é continuar, o pior está feito.