sábado, dezembro 31, 2016

Ano Novo

RECEITA DE ANO NOVO

Para você ganhar belíssimo Ano Novo 
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, 
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido 
(mal vivido talvez ou sem sentido) 
para você ganhar um ano 
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, 
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; 
novo 
até no coração das coisas menos percebidas 
(a começar pelo seu interior) 
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, 
mas com ele se come, se passeia, 
se ama, se compreende, se trabalha, 
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, 
não precisa expedir nem receber mensagens 
(planta recebe mensagens? 
passa telegramas?) 

Não precisa 
fazer lista de boas intenções 
para arquivá-las na gaveta. 
Não precisa chorar arrependido 
pelas besteiras consumadas 
nem parvamente acreditar 
que por decreto de esperança 
a partir de janeiro as coisas mudem 
e seja tudo claridade, recompensa, 
justiça entre os homens e as nações, 
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, 
direitos respeitados, começando 
pelo direito augusto de viver. 

Para ganhar um Ano Novo 
que mereça este nome, 
você, meu caro, tem de merecê-lo, 
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil, 
mas tente, experimente, consciente. 
É dentro de você que o Ano Novo 
cochila e espera desde sempre.
Carlos Drummond de Andrade

sexta-feira, dezembro 30, 2016

"Anda tudo ligado"

 Percorro livre o livro.
 Não tenho cartilha. Bebo letras.
 Risco o livro.Leio em voz alta.
 Liberto-me do livro e livre
atravesso as ruas. Mas ao livro
regresso e nele me deito.
A ternura das páginas íntimas.
O esboço de outro livro. Nos livros
soletro o que neles não está.
*Eduardo Guerra Carneiro

Foto de josé Ribeiro.O gato  Salvador, na montra do alfarrabista de Benfica que fecha definitivamente no dia 31 .

"ONTEM PERGUNTEI QUEM PERDE MAIS COM O ENCERRAMENTO DA LIVRARIA ALFARRABISTA!
Hoje direi duas ou três coisas para afirmar que é o Bairro de Benfica, sim. É o fim de uma loja que acumulou uma história e que deu vida a uma história de e com os livros e não só. Trouxe a Benfica muitas e variadas personalidades do meio artístico, literário e político que vieram para visitar o Espaço. Não os vou enumerar todos mas é impossível não referir a Sessão de Poesia com Lawrence Ferlinghett.da mítica City Lights Books de S.Francisco, o poeta e livreiro Manuel Maria da Galiza, o Professor Agostinho da Silva, Fernando Assis Pacheco, Natália Correia, David Mourão Ferreira, Zeca Afonso, Carlos Paredes, Figueiredo Sobral e tantos, tantos mais...E algum dia farei um pouco desta história.


Nenhuma outra loja de Benfica pode dizer que recebeu as televisões, rádios, jornais e praticamente toda a Comunicação Social em tantas ocasiões. Livreiros do Brasil, dos Estados Unidos e tantos colegas nossos aqui vieram. Centenas de pessoas do Bairro e fora dele aqui encontraram abertura e ouvidos atentos para o que quiseram dizer das suas vidas, das suas doenças, das suas esperanças e desesperanças... O gato Salvador teve visitas de centenas de crianças e adultos de todas as idades! Há pessoas que nos disseram que o gato e a montra são a razão que os retira de casa...É verdade que o Estado poupou muitos milhares de euros em ansiolíticos e antidepressivos...Mas isso são as contas que ninguém faz..."
(José Ribeiro)
*"Isto Anda Tudo Ligado", em Janeiro de 1970,deu início às edições da Ulmeiro, Livraria e editora que aparecera um mês antes.
Esta reedição (2016) numa pequena tiragem, numerada e assinada pelo editor, é dedicada à memória do Eduardo Guerra Carneiro que partiu no dia 2 de Janeiro de 2004 numa hora triste de desespero e desencanto"


AVISO (QUASE) FINAL
Ainda podem visitar a livraria alfarrabista no seu local da Av. do Uruguai, 13A, em Lisboa (Benfica) até ao dia 31/12/2016. Esperamos por si acompanhados do gato Salvador...
(JR)

quinta-feira, dezembro 29, 2016

Parques e Museus de Sintra encerrados dia de Ano Novo



via blog "Tudo sobre Sintra"
Os museus e Parques de Sintra, estão encerrados dia de Ano Novo, encerrando mais cedo dia  31 de Dezembro.
Segundo a empresa que faz a gestão dos Monumentos e parques da vila de Sintra, "os parques e monumentos sob gestão da Parques de Sintra terão um horário reduzido durante a época festiva".
no dia 31 de Dezembro os locais encerrarão pelas 15:00, sendo o último bilhete vendido às 14:00".
E também "no dia 01 de Janeiro estarão encerrados durante todo o dia".

quarta-feira, dezembro 28, 2016

Ao volante do Chevrolet pela estrada de Sintra (reedição)

Photobucket  
Ao volante do Chevrolet pela estrada de Sintra

 Ao volante do Chevrolet pela estrada de Sintra,
Ao luar e ao sonho, na estrada deserta,
Sozinho guio, guio quase devagar, e um pouco
Me parece, ou me forço um pouco para que me pareça,
Que sigo por outra estrada, por outro sonho, por outro mundo,
Que sigo sem haver Lisboa deixada ou Sintra a que ir ter,
Que sigo, e que mais haverá em seguir senão não parar mas seguir?
 Vou passar a noite a Sintra por não poder passá-la em Lisboa,
 Mas, quando chegar a Sintra, terei pena de não ter ficado em Lisboa.
 Sempre esta inquietação sem propósito, sem nexo, sem consequência,
Sempre, sempre, sempre,
Esta angústia excessiva do espírito por coisa nenhuma,
Na estrada de Sintra, ou na estrada do sonho, ou na estrada da vida...
Maleável aos meus movimentos subconscientes do volante,
 Galga sob mim comigo o automóvel que me emprestaram.
 Sorrio do símbolo, ao pensar nele, e ao virar à direita.
 Em quantas coisas que me emprestaram guio como minhas!
 Quanto me emprestaram, ai de mim!, eu próprio sou!
À esquerda o casebre — sim, o casebre — à beira da estrada.
 À direita o campo aberto, com a lua ao longe.
O automóvel, que parecia há pouco dar-me liberdade,
É agora uma coisa onde estou fechado,
Que só posso conduzir se nele estiver fechado,
Que só domino se me incluir nele, se ele me incluir a mim.
À esquerda lá para trás o casebre modesto, mais que modesto.
A vida ali deve ser feliz, só porque não é a minha.
Se alguém me viu da janela do casebre, sonhará: Aquele é que é feliz.
 Talvez à criança espreitando pelos vidros da janela do andar que está em cima
 Fiquei (com o automóvel emprestado) como um sonho, uma fada real.
 Talvez à rapariga que olhou, ouvindo o motor, pela janela da cozinha
No pavimento térreo,
Sou qualquer coisa do príncipe de todo o coração de rapariga,
E ela me olhará de esguelha, pelos vidros, até à curva em que me perdi.
Deixarei sonhos atrás de mim, ou é o automóvel que os deixa?
Eu, guiador do automóvel emprestado, ou o automóvel emprestado que eu guio?
Na estrada de Sintra ao luar, na tristeza, ante os campos e a noite,
Guiando o Chevrolet emprestado desconsoladamente,
Perco-me na estrada futura, sumo-me na distância que alcanço,
E, num desejo terrível, súbito, violento, inconcebível, Acelero...
Mas o meu coração ficou no monte de pedras, de que me desviei ao vê-lo sem vê-lo,
À porta do casebre,
O meu coração vazio,
 O meu coração insatisfeito,
 O meu coração mais humano do que eu, mais exacto que a vida.
Na estrada de Sintra, perto da meia-noite, ao luar, ao volante,
 Na estrada de Sintra, que cansaço da própria imaginação,
Na estrada de Sintra, cada vez mais perto de Sintra,
Na estrada de Sintra, cada vez menos perto de mim...

 11-5-1928
Poesias de Alvaro de Campos -Fernando Pessoa.Lisboa Ática,1944

terça-feira, dezembro 27, 2016

Postal com Sol de Inverno

Uma volta pelas Azenhas do Mar e Praia Grande , no dia seguinte ao Natal.
AZenhasdoMar26122016blog.jpg
Azenhas do Mar
PG26122016blog.jpg
Praia Grande
AZenhasdoMar261220162blog.jpg
Azenhas do Mar *Fotos em 26 de Dezembro de 2016 com muito Sol.

segunda-feira, dezembro 26, 2016

Adquirida pela PSML salva que pertenceu a D.Fernando II

Pertenceu a D. Fernando II e herdada pela sua filha, D. Antónia, que vivia na Alemanha. Foi agora adquirida pela Parques de Sintra e integrará as coleções do Palácio da Pena.
*Foto PSML

quinta-feira, dezembro 22, 2016

Post de uma visita Presidencial a Colares com afectos

A inauguração da nova sede da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares, na Quarta-feira teve a presença do Presidente da República, que como é seu hábito não deixou de distribuir afectos.
Inauguracaoafectos21122016blog.jpg
Marcelo Rebelo de Sousa filho de Baltazar Rebelo de Sousa, Subsecretário de Estado da Educação Nacional em 1958 no governo de Salazar, inaugurou a escola Primária que agora é sede da banda - outra curiosidade é que na inauguração da antiga sede em 7 de Julho de 1945, também teve a presença do Presidente da República de então, o General Oscar Carmona - sede que teve um fim bastante infeliz.-
InauguracaoMarceloBbloga.jpg
A visita ao novo espaço em modo acelerado...como é seu timbre
InauguracaoBisneta21122016.blogjpg.jpg
Com a bisneta de José Inácio Costa, fundador da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares, à 125 anos, D.Maria Antónia Costa.
InauguracaoBandaMarceselfies221122016blog.jpg
Com a geração futura de Colares
BandaMarceselfie21122016blog.jpg
Mais uma Marcelselfie...
Selfie2Bblog.jpg
A pedido
InauguracaoAfecto3blog.jpg
Afectos distribuídos
InauguraçaoAfetosFoto1blog.jpg
Abraços na despedida

Posts relacionados:
http://riodasmacas.blogspot.pt/2016/12/a-inauguracao-da-nova-sede-da-banda-dos.html
http://riodasmacas.blogspot.pt/2016/12/notas-sobre-antiga-sede-da-banda-dos.html
http://riodasmacas.blogspot.pt/2007/10/apontamentos-sobre-antiga-sede-da-banda_23.html

quarta-feira, dezembro 21, 2016

A inauguração da nova sede da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares

InauguracaoBBVC21122016Ablog.jpg
Durante a manhã de hoje, foi inaugurada a nova sede da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares há muito tempo desejada. A sede nova ocupa agora um edificío da antiga escola primária, recentemente encerrada. A cerimónia de inauguração teve a presença do Presidente da Républica, Presidente da Câmara de Sintra, Presidente da Junta de Freguesia de Colares,e representantes das forças vivas de Colares, e muitos habitantes de Colares..
InauguracaoBBVC21122016blog.jpg
Descerramento da lápide que marca o evento
InauguracaoBBVC21122016cblog.jpg
125 balões,foram lançados por crianças das escolas de Colares, um por cada ano que foi percorrido pela  Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares.
InauguracaoBBBVCHino21122016.blogjpg.jpg
Momento do hino Nacional
InauguracaoBBVC21122016Gblog.jpg
Durante a exibição da banda no novo espaço da sede
InauguracaoBBVC21122016Fblog.jpg

Oradores
Banda MarceloRS21122916blog.jpg
Marcelo Rebelo de Sousa , Presidente da República
BandaBasilioHortablog.jpg
Basílio Horta, Presidente da Câmara Municipal de Sintra
BandaNunoSaraivablog.jpg
Nuno Saraiva, Director da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares

InauguraçaoBandablog.jpg
Foto da Banda com Presidente
inauguracaobanda2blog.jpg

terça-feira, dezembro 20, 2016

Notas sobre a antiga sede da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares (Reedição)

Após os grandiosos festejos da inauguração da Sede-Nova da Banda dos Bombeiros Volutários de Colares em 7 de Julho de 1945, vieram as tormentas.

-António Caruna explica as razões, no seu livro “Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares 1891-1991”- "O serviço da dívida, constituído por pesados juros, sobretudo com empréstimos contraídos junto da Caixa Geral de Depósitos, a vencer em datas inexoráveis, constituiu encargo tão grande que, nem os recursos da colectividade nem o esforço pessoal de Alberto Totta, conseguiu aguentar por muito tempo.Aconteceu o inevitável: a Caixa Geral de Depósitos , vencidos e não cumpridos os pagamentos de juros e amortizações nos prazos devidos, decidiu tomar posse da Sede da Banda para se ressarcir do dinheiro da dívida."

A tomada de posse do edificio por parte da CGD aconteceu em 28 de Agosto de 1948, sómente 3 anos após a inauguração...

A viagem possivel ao interior da Sede da Banda dos Bombeiros de Colares
Plateia

Próscenio

Salão Nobre

Átrio
Em 22 de novembro de 1959, Arlete Reis escreve no Jornal de Sintra ,”passámos em frente áquele malfadado edifício que foi a nova Sede da Banda, em saudosos tempos, e porque sonhar é fácil, errou no nosso espírito a recordação das luzes brilhantes através das cortinas graciosamente dispostas, pares dançando ao som de boas orquestras, sessões de cinema, as récitas do tempo de Tavarede e da fábrica Simões, automóveis de luxo esperando os seus ocupantes...E sonhávamos ainda, quando um inopinado zurrar (que infelizmente não são únicos, pois há outra espécie que é prejudicial), sugando o chão, ao lado de uma camioneta velha,ervas cobrindo parte da parede e saindo da porta principal duas sacas para carregar os sobreditos burros. Na entrada para a patinagem, vedada com canas, crescem mais ervas e consta-nos que a casa está transformada em armazém de ervas para ervanária , de batatas, etc..."

E a demolição acontece nos anos 70, após venda do imóvel em hasta pública,foi posteriormente construído um muro mesmo á beira da estrada, delimitando o terreno que ainda hoje existe ,sómente com uma pequena habitação.

Posts relacionados:

-Apontamentos sobre a antiga sede da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares.1ª Parte-pressionar
-Apontamentos sobre a antiga sede da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares.2ª Parte-pressionar
-Apontamentos sobre a antiga sede da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares.-3ª Parte-pressionar

Notas: As fotos da antiga sede , estão publicadas em "Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares , 1891-1991 ,da autoria de A Granja .
Fonte utilizadas:
-Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares , 1891-1991 -Cem anos de Cultura e Recreio de António Caruna
-Jornal de Sintra

segunda-feira, dezembro 19, 2016

À espera do raio verde na Praia Grande

PGCeu19122016blog.jpg
Pôr-do-sol hoje, na Praia Grande - à espera do "raio verde".
PGCeu19122016bblog.jpg
Em busca do Raio Verde da Praia Grande

"É aí (Praia Grande), enquanto que o mar se enrola na areia e a praia se esvazia, que Marçal Grilo gosta de reencontrar o que define como o mais belo pôr de Sol do mundo.Vezes sem conta por ali se perdeu do mundo na esperança de observar o “raio verde”, o fenómeno popularizado pelo romance de Julio Verne, que não é fácil de observar e lhe escapou até hoje.” (...)

Raio verde 

“Quando o Sol se põe e a linha do horizonte está completamente limpa, há um instante quando o Sol desaparece, instante imediatamente a seguir, em que sobre a água, os raios vermelhos, alaranjados e amarelos desaparecem antes do verde, azul e violeta.É num momento fugaz, numa pequena fracção de tempo. É quando o limbo superior toca no horizonte que se dá o raio verde.

Excertos do texto “O mar na Praia Grande parece maior que nas outras praias”de Marçal Grilo em PARQUE PARATE QUERO –ed.Pedra da Lua  
PGCeu19122016cpblog.jpg
*Fotos na Praia Grande em 19/12/2016

domingo, dezembro 18, 2016

Espectáculo de vídeo mapping no Palácio da Vila de Sintra


O Palácio Nacional de Sintra recebe até 23 de Dezembro " A incrivel Fábrica de Natal", um espectáculo de vídeo mapping produzido pela PSML/CMS, e ateliê OCUBO.

Das 18 às 22horas - e com duração de 15 minuto, cada projecção de vídeo mapping dos mesmo autores do espectáculo "Circo da Luz" e "O fabuloso desejo de Natal" que passou pelo Terreiro do Paço noutras altura natalícias.

Os OCUBO, autores do vídeo mapping:  Nuno Maya e Carole Pinelle

PalacioVila17122016blog.jpg
Fotos em 17/12/2016

Tráfego aéreo pelo céu de Colares

Rotas  de longo curso, concorrentes ou paralelas sob o céu de Colares.
Fotos de Sábado 17/12/2016
Tráfego  provoca  alguns cruzamentos com outras rotas

Em rota paralela, preparados para a travessia do Oceano

sábado, dezembro 17, 2016

A importância das Abelhas

O Sol de Inverno em Colares, no  dia de Sábado, permitiu registar  mais uma vez a polinização de Abelhas. acção fundamental para a existência da biodiversidade no nosso planeta.
Foto em 17/12/2016  no Mucifal

"A vida das abelhas é crucial para o planeta e para o equilíbrio dos ecossistemas, já que, na busca do pólen, sua refeição, estes insetos polinizam plantações de frutas, legumes e grãos. Esta polinização é indispensável, pois é através dela que cerca de 80% das plantas se reproduzem. Como alertava Einstein “se as abelhas desaparecerem da face da Terra, a humanidade terá apenas mais quatro anos de existência. Sem abelhas não há polinização, não há reprodução da flora, sem flora não há animais, sem animais, não haverá raça humana.”
texto encontrado aqui:

http://jra.abae.pt/plataforma/article/a-importancia-do-ser-abelha-extincao-das-abelhas-provocaria-extincao-dos-humanos-em-4-anos/


Foto de 17/12/2016 no Mucifal

Pesticidas e abelhas: EFSA actualiza avaliações dos neonicotinóides 

 " A EFSA – Autoridade Europeia de Segurança Alimentar vai actualizar as suas avaliações de risco para as abelhas em três pesticidas neonicotinóides. As novas avaliações da clotianidina, imidaclopride e tiametoxame foram solicitadas pela Comissão Europeia, que impôs restrições sobre a utilização destas substâncias em 2013, na sequência de avaliações realizadas pela EFSA. A actualização das avaliações, que irá abordar o uso destas substâncias como tratamento de sementes e granulados, será finalizada em Janeiro de 2017. A análise vai levar em conta todos os novos dados de estudos, actividades de investigação ou de vigilância disponíveis desde as últimas avaliações da EFSA e, em particular, as informações apresentadas à Autoridade, após a solicitação de dados feita em 2015.
Pesticidas e abelhas
No ano passado, a EFSA confirmou que a clotianidina, a imidaclopride e a tiametoxame foram um risco para as abelhas, quando utilizados como pulverizações foliares. Neonicotinóides Os neonicotinóides são uma classe de insecticidas derivados da nicotina. A primeira vez que foi demonstrada a capacidade insecticida destes compostos foi em 1972, sendo a base deste estudo um derivado heterocíclico do nitrometileno. Este trabalho resultou na descoberta da nitiazina, composto que nunca foi comercializado como insecticida mas que serviu de composto líder para a síntese de todos os neonicotinóides. O uso de alguns membros da família dos neonicotinóides foi proibida na União Europeia e outros países, após estudos evidenciarem correlações com o desaparecimento de colónias de abelhas.
 Em Janeiro de 2013, a EFSA (European Food Safety Authority) estabeleceu que neonicotinódes possuem um risco inaceitavelmente alto para as abelhas e que a indústria financiou agências regulatórias para que divulgassem apelos de segurança em prol de seus produtos. Estudos de um grupo de Harvard (publicados na revista Bulletin of Insectology 67) ratificou tais relações entre os venenos insecticidas e o desaparecimento de colónias de abelhas no Inverno. Outro estudo de um grupo italiano (na Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America em Outubro de 2013) já havia demonstrado que os neonicotinóides desregula o sistema imune das abelhas tornando-as susceptíveis a infecções de vírus contra os quais elas eram resistentes antes do contacto com os venenos. "
  http://agriculturaemar.com/pesticidas-e-abelhas-efsa-actualiza-avaliacoes-dos-neonicotinoides/
Via Em Defesa da Reserva Agrícola Nacional FB:
https://www.facebook.com/groups/90108817296/?fref=ts 

Foto em 17/12/2016 no Mucifal


Foto em 17/12/2016 no Mucifal


Foto no Mucifal em 26/10/2014

sexta-feira, dezembro 16, 2016

Chalet da Condessa com o Quarto das Rendas afectado por despreendimento de parte do tecto

O Quarto das Rendas do Chalet que foi afectado por ocorrência estrutural (despreendimento de parte do tecto)
As obras de restauro do Chalet foram acompanhadas por um grupo cívico pró-restauro do Chalet da Condessa d’Edla,causa que desde 2006 a Alagamares e outros cidadãos abraçaram e cujo desenvolvimento permitiu o sua reconstrução.Deferido que foi um financiamento do Financial Mechanism Office do EEE em 30 de Maio de 2007, foram iniciados os trabalhos preparatórios no local,prevendo-se nessa altura a conclusão da obra para  Fevereiro de 2011.
Chalet reconstruído


Quarto das Rendas do Chalet da Condessa d'Edla temporáriamente encerrado para trabalhos de recuperação

Comunicado da PSML

"A Parques de Sintra tem em curso um trabalho de reparação global do teto do Quarto das Rendas, no Chalet da Condessa d’Edla.
A intervenção implica a estabilização do tecto, o levantamento gráfico e a sua posterior reprodução global com uma nova pintura integral, prevendo-se que o projeto decorra até final da Primavera de 2017, podendo este prazo ser encurtado caso as condições meteorológicas o permitam.
Durante o processo de estabilização este espaço encontra-se encerrado ao público mas estima-se que, a partir do início de 2017, esteja “aberto para obras”. Tal significa que, a partir dessa data, os visitantes poderão não só observar o Quarto das Rendas como também acompanhar os trabalhos em curso (como é, de resto, política habitual nos projetos da Parques de Sintra).
Tratando-se da reconstrução de um edifício de século XIX, na qual foram empregues técnicas e materiais tradicionais (fasquiados de madeira com estuques de cal hidráulica) segundo critérios de autenticidade, apesar das inspeções periódicas a que o edifício é sujeito, devido aos efeitos da exposição climatérica particularmente rigorosa desta localização da Serra de Sintra nesta execução de construção, registou-se um desprendimento de uma porção do teto deste Quarto. Uma inspeção subsequente permitiu apurar que não existe o registo de outras ocorrências semelhantes em fase primária ou de evolução nos restantes Quartos. Os técnicos da PSML passarão agora a coordenar os trabalhos de recuperação."
Numa visita durante a reconstrução do Chalet em Dezembro de 2010, guiada  pelo Prof. Lamas.