sexta-feira, agosto 04, 2017

Vinho de Colares no New York Times

Vindimas de Ramisco em Fontanelas/Sintra
Os vinhos de Colares são destacados pelo jornal norte americano The New York Times, na edição de 3 de Agosto.
O crítico de vinhos Eric Asimov no seu artigo intitulado “Colares, onde as vinhas serpenteiam pela areia” considera que Colares produz o que pode ser o vinho mais distintivo de Portugal.
Ler o artigo na íntegra aqui.

Foto The New York Times
“I have never heard of ramisco being able to grow anywhere else, and I know a lot of people tried,” Nuno Ramilo said. His family’s business, Casal do Ramilo, has been making wines from the clay soils in the Colares region of Portugal since 1937. CreditJoao Pedro Marnoto for The New York Times
"Colares, uma das regiões vinícolas mais singulares do mundo, emite uma intemporal sonolência. As uvas são cultivadas hoje, tal como foram há séculos, só que muito menos  podem  agora ser encontradas. Na década de 1940, vinhas cobriram quase 2.500 acres desses solos arenosos.

Apenas cerca de 50 hectares permanecem, espalhados por uma amostra estreita a oeste da  área de Sintra, onde as famílias reais de Portugal escaparam dos verão cheios de Lisboa para palácios coloridos e resfriados por vento. Grande parte do território vitivinícola foi perdida nos anos 60 e 70 para a expansão suburbana."
Joao Pedro Marnoto for The New York Times

Sem comentários: