segunda-feira, novembro 16, 2009

Árvores de Colares (Actualizado)

"A marcação, há uma semana de 17 plátanos junto à adega regional de Colares, em Sintra, está apreocupar moradores e ambientalistas, que teme o abate das árvores."
Diário de Notícias de 17/11/2009

Fotos de hoje (17/11/2009) dos centenários Plátanos de Colares, esperando que não sejam para memória futura...

Photobucket
Há uns dias Colares acordou com os plátanos em frente à Adega Regional de Colares com marcações a vermelho. Tem sido este blogue contactado por pessoas preocupadas pelo futuro daquela fileira de árvores que fazem parte da imagem de Colares.
Aguardando confirmação da informação por parte da Junta de Freguesia de Colares, a marcação das árvores decorrerá de um processo de análise da sua resistência mecânica, para posterior poda.

Continuaremos a acompanhar este processo, divulgando aqui todas as novas informações que nos forem chegando.

Actualização às 17H25m

Da Junta de Freguesia de Colares recebemos a seguinte informação:

"Vimos por este meio confirmar a informação dada por V.Exª no seu blogue , informando que há muito que esta Junta de Freguesia faz pressão junto da Estradas de Portugal para que sejam efectuadas podas, quer na referida artéria, quer noutras ao longo de Colares. Já ocorreram dois acidentes com semi-reboques devido aos mesmos terem de sair da sua faixa de rodagem (ramadas dos plátanos viradas para a faixa de rodagem)"
Photobucket

Ver também:
- Blogue Cidadania Cascais -Ainda os plátanos em Colares
-Blogue Cidadania Cascais-Como é que a CM Sintra permite e/ou promove isto?
-TVI24 - Plátanos de Sintra «safam-se» de abate
-Blogue Tudo Novo a Ocidente -Os Plátanos da Várzea de Colares
-Blogue Estupefacto -Presidente da Junta de Colares garante que não vai abater árvores
-Parlamento Global -Plátanos do centro de Colares vão ser radiografados (Lusa)
-Blogue Ave-do-Arremedo-«Plátanos marcados preocupam»
-Portugal Diário -Plátanos de Sintra «Safam-se» de abate
-Diário de Notícias-Plátanos "marcados" preocupam
-Público -EP intervém e-m 572 árvores junto a estradas de Sintra
-Blogue Casa da Claridade -Quanto vale uma árvore?
-Blogue Casa de Ariadne - É incrível!!!
-Blogue Coraline-Help...Plátanos em Colares:(((

7 comentários:

Joaquim Reis disse...

Confirma-se. Plátanos vão ser "radiografados" e somente os que já não tiverem condições é que serão abatidos - agência Lusa

PV disse...

A notícia provoca uma apreensão justa: é que este local perde três quartos do seu carácter sem os grandes plátanos. Mesmo plantando novos exemplares (se é que tal está previsto), será necessário esperar uma ou duas gerações para reencontrar, nas novas árvores, um porte comparável com o das que hoje aqui reinam.

pedro macieira disse...

A defesa dos plátanos de Colares, gerou alguma preocupação na blogosfera e não só.Depois do que aconteceu na serra de Sintra com as intervenções da PSML na Tapada D.Fernando II e Monserrate e mais recentemente em Chão de Meninos,é necessário alguma atenção neste tipo de intervenções.
Esperemos os resultados desta primeira fase de análise do estado dos plátanos permita solucionar os problemas com pequenas intervenções nas árvores de forma que se mantenha o cenário já centenário de Colares.
De salientar a posição esclarecedora da Junta de Freguesia sobre esta intervenção.
Um abraço

HAZEL disse...

Pedro, incluí um link para o seu post no meu, sobre o mesmo assunto:

http://casaclaridade.blogspot.com/2009/11/quanto-vale-uma-arvore.html

Esperemos que tudo corra da melhor forma. Para as árvores, bem entendido.

Obrigada por tudo.

analuciana disse...

Descobri agora esta notícia, estou chocada!

L.G. disse...

A resposta (de ontem ao final do dia) do departamento de comunicação da Estradas de Portugal:

"(...) A Estradas de Portugal informa que a Av. C. Linhares e Lima é um troço da EN375 no centro de Colares. Esta via está ladeada de grandes plátanos os quais em ocasiões de intempérie já provocaram danos a utentes da via (na maioria veículos estacionados), a que a EP respondeu com o pagamento das indemnizações apuradas.

Assim, quer na EN375, quer em todas as estradas da rede a cargo da EP na Serra de Sintra, são alvo de uma acção que a Empresa empreendeu este Outono a nível de poda e abate de algumas árvores, no âmbito da segurança e manutenção da estrada.

Está prevista a intervenção em cerca de 572 árvores de grande porte (poda, tratamento fitosanitário, ou no limite o abate). A referida campanha iniciou-se no passado mês de Outubro e, prevê-se a sua conclusão até ao final do corrente ano.

A operação sobre as árvores não determina nenhum condicionamento da estrada (por tempo e data marcantes), a menos da inibição de uma das vias e apenas por algumas horas do dia.

Os pequenos constrangimentos que possam surgir têm carácter temporário, uma vez se instalam apenas onde há uma ou mais árvores a intervir, ao longo dos 35 km das estradas em causa.

Não está previsto no curto/médio prazos qualquer outra intervenção na EN375, que não aquelas que correspondem às operações correntes de manutenção da estrada (danos no pavimento, desobstrução dos órgãos de drenagem, (re)marcação horizontal, reposição da sinalização vertical, etc)."

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Actualmente, a EP vê as árvores apenas como uma fonte de conflitos e/ou de despesas. Deste modo, caso alguma árvore necessite de trabalhos de manutenção ou seja fonte geradora de protestos, o mais provável é ser cortada. Espero estar enganado, mas exemplos recentes de actuação da EP deixam antever o pior.

Se nos enviarem fotos para arvoresdeportugal(at)gmail.com, a Associação Árvores de Portugal terá todo o prazer em divulgar um pedido de defesa destas árvores.

Cumprimentos.

P.S. - O comentário anterior não invalida a constatação de que em certos casos, e por questões de segurança, se impõe efectivamente a necessidade de abater árvores.