domingo, dezembro 27, 2009

Rebocador de alto mar Cintra

SGR8+REBOC+CINTRA.22009
Foto-Rebocador Cintra

Em 10 de Dezembro de 2008 , publicámos um post sobre os rebocadores "Cintra" o "Praia da Adraga" o "Praia Grande"e o "Colares"- Um contacto de Jorge Serpa, alertou-nos para que a foto referente ao rebocador " Cintra", não estava correcta, embora tenha sido encontrada aqui. Hoje com a prestimosa colaboração de Jorge Serpa, filho do comandante do rebocador Cintra, podemos repor e actualizar com dados do historial e fotos do Cintra, o que publicámos anteriormente.
Ship+Photo+Cintra2009
Foto-Rebocador Cintra

O rebocador de alto mar Enchanter foi construido em Selby na Inglaterra em 1944 para a Marinha Inglesa. Em 1947 foi vendido para a United Towing de Hull, passando então a chamar-se Englishman. Finalmente foi vendido à Sociedade Geral passando a chamar-se Cintra. O pai de Jorge Serpa, Luiz Santos Serpa foi imediato e mais tarde comandante deste rebocador.

O Cintra era o "porta-bandeira" da frota de rebocadores da SG. Dos 3 ( os outros 2 eram o Praia da Adraga e o Praia Grande), ele era o único que era verdadeiro rebocador salvadego de alto mar. Aliás, a SG tinha um contrato com a companhia holandesa Wijsmuller, uma das mais prestigiosas companhias de salvatagem e rebocagem dos seus tempos, segundo o qual o Cintra passava um periodo do ano vinculado aos holandeses.

O Cintra com o comandante Luis Santos Serpa, fez o salvamento de um navio misto (carga e passageiros) à entrada do mar do Norte.
Cintrapessoal2009
Nesta foto do Cmdt Luiz Santos Serpa, e com o colaborador deste post, em 1964, Jorge Serpa em primeiro plano, tirada no Norte do país , com o rebocador Cintra em fundo.

5 comentários:

Pandora disse...

Hoje venho rapidinho desejar-te um fantástico 2010.
Beijos

Rui Amaro disse...

Caros Pedro Macieira e Jorge Serpa
A segunda foto mostra o CINTRA em Southampton ou num dos principais portos da Africa do Sul (Capetown, Port Elisabeth ou Durban) e assim o digo, porque o paquete é um dos gémeos CAPETOWN CASTLE / EDINBURGH CASTLE da Union Castle Line, que fazia a linha daquele porto Britãnico para a Africa do Sul.
A terceira foto mostra o CINTRA fundeado no ante-porto de Leixões (vulgo Bacia), pois recordo-me que por vezes fazia "estação de salvamento, pronto a acorrer a qualquer navio em dificuldades no Atlântico".
A praia onde se vê os filhos do comandante Serpa, é a praia do Titan,abrigada pelo molhe Norte, Leça da Palmeira, já desaparecida, devido construção dos terminais petroliferos do porto de Leixões.
Estou a terminar um trabalho do que tenho conseguido saber sobre a história do salvadego CINTRA para postar no meu Blogue NAVIOS À VISTA, se bem que me estou a ver "Grego" na parte em que arvorou a bandeira Grega.
Saudações maritimo-entusiásticas
Rui Amaro - Foz do Douro

pedro macieira disse...

Caro Rui Amaro,
Obrigado pela informação que disponibilizou no seu comentário.
Um abraço

Jorge Serpa disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
JSerpa disse...

Rui, Obrigadissimo pelo seu comentario! Quanto a 2nda foto, e possivel q seja na Africa do Sul. Lembro-me do meu pai contar historias de 1 viajem q fez a Mocambique para trazer a reboque de la equipamento maritimo da Somague usado na construccao do porto da Beira. E tb possivel q seja Southampton, uma vez q o Cintra passava imenso tempo em Inglaterra. (Alias ele fazia "estacao" em Penzance Bay, na Cornualha.) Qt as outras 2 fotos, sabia q eram de Leixoes.

Qt ao Cintra "Grego", e curioso o q diz. Acabei de vir de Hull, UK, onde fui buscar um modelo de 1,20 m do Cintra! (Mais em www.Tamlyn-Serpa.com.) Fiquei na conversa c/o modelista (ele mesmo 1 ex-tripulante de rebucadores) quase toda uma manha. Uma das coisas q falamos foi exactemente da dificuldade em saber muito do q se passou c/o velho Cintra pos-SG.

Mais 2 nota-zinhas: Durante o comando do meu pai, o Cintra fez o salvamento de um navio misto a entrada do mar do Norte. Gostaria imenso de saber + sobre esta historia. Qlqr input seu seria muitissimo agradecido!!! (Curiosamente, lembro-me de na minha juventude ter lido o relatorio do salvamento para a companhia de seguros do salvado. Infelizmente, tanto qt eu sei, nada disso sobreviveu a morte do meu pai!)

Qt a 2nda nota, a procura na net de mais sobre o Cintra, cruzei-me c/1 pequeno relato de um "encontro" do Campbell, 1 cutter da US Coast Guard, com o Cintra em Nov 1966. (Mais em http://www.uscg.mil/history/webcutters/Campbell1936.asp) Claro q nao sei se e o mesmo evento, mas lembro-me de 1 historia q o meu contava muito de uma vez, com 2 rebocados atras, o meu pai ter tido q cortar o cabo reboque no meio de uma tempestade tremenda no Atlantico Norte. Achei curioso!

1 abraco, Jorge