sábado, fevereiro 26, 2011

Silêncios de Colares

Colares20112
SILÊNCIOS
Dois meses depois do início da intervenção da Estradas de Portugal, nos plátanos de Colares – intervenção que alterou o aspecto paisagístico, transformando um lugar frondoso e admirado num cenário de filme de terror. Dois meses de grandes silêncios por parte da população de Colares, sobre o que se passa e passou nos seus plátanos – surgem agora algumas vozes, preocupadas com o resultado dos desbastes, não propriamente com o aspecto de Colares, nem do que resta dos plátanos, mas com as ramagens e ramos cortados nas “podas” que se amontoam pelos passeios.

Também foi divulgado que alguns moradores, terão pago à empresa que está em Colares,(contratada pela Estradas de Portugal), para fazer desbastes de ramos por cima dos seus telhados – porque o que estava orçamentado com a EP não o permitia...

PodasColares0502201011111

INTERVENÇÃO CAMARÁRIA
A CMS iniciou uma intervenção por vários locais de Sintra, que inclui abates de 25 árvores – tudo apoiado por mais um estudo do ISA, o calendário da intervenção é o seguinte:

"A autarquia solicitou ao Instituto Superior de Agronomia a análise fitossanitária e de risco de ruptura de algumas árvores em Sintra. Na sequência dos relatórios elaborados por esta instituição e por razões de segurança de pessoas e bens, serão substituídas 25 árvores, entre Janeiro e Março. As árvores a substituir, são: 10 choupos na Avenida do MFA e Largo D. Afonso V, na Portela; 8 diversas no talude do estacionamento junto ao Departamento de Urbanismo na Portela; e 6 tílias e 1 plátano na Estrada de Chão de Meninos. "

APELO
Não sendo possivel o acompanhamento diário de todas estas intervenções – lançamos aqui um apelo, para que nos façam chegar fotos destas intervenções, de forma que se possa tornar público os seus resultados.

3 comentários:

Fatyly disse...

Ontem, na Avª. MFA e no Largo D.Afonso V já lá andavam a pôr as máquinas mas ainda não tinham começado...e com grande pena minha não tenho máquina fotográfica.

Caínhas disse...

Aqui em São Pedro no Largo D. Fernando II (Largo da Feira), há dois anos (salvo erro), que não podavam os plátanos, já estava a ficar feio, mas houve consciência camarária, ou foi devido a toda esta polémica, fez-se a limpeza, podiam ter ficado melhores, mas está dentro do razoável.
As outras árvores não são filhas de Deus, ficaram por podar!?...
Estes plátanos do Largo da Feira, antigamente, sempre foram muito bem tratados por quem tinha essa incumbência, até faziam desenhos nas copas, entrelaçando as varas fininhas umas nas outras, que, com o crescimento se aglutinam e fazem argolas, juntam uma árvore a outra, se calhar hoje nem sabem disso!

Anónimo disse...

Na Portela, assim por alto, já contei 7 abatidas!