terça-feira, janeiro 08, 2013

Obras de requalificação e descobertas arqueológicas no Castelo dos Mouros II

castelodosMourosBlogue A propósito dos trabalhos de conservação e investigação arqueológica no Castelo dos Mouros, publica hoje o jornal “Público” (08/01/2013), uma extensa reportagem assinada  por Lucilia Canelas  e fotos de Rui Gaudêncio, com o título “No Castelo dos Mouros misturaram-se sempre dois mundos”.Retirámos  algumas passagens da entrevista com a responsável pelo campo de Investigação Arqueológica, Maria João de Sousa, com a sugestão da leitura integral da reportagem.

“Percebemos agora com a escavação que D.Fernando destruiu parte da necrópole associada à igreja  de S.Pedro de Canaferrim para fazer um dos caminhos para o castelo”

“E percebemos  também que  esse cemitério medieval cristão tinha sido feito sobre habitações do antigo bairro islâmico”

“Os castelos muçulmanos não têm ameias, mas aqui a história confunde-se, as duas idades  Médias [a muçulmana e a cristã] misturam-se”


“A necrópole arrasou o o antigo bairro muçulmano para se instalar.É por isso que estamos sempre entre dois mundos, o islâmico e o cristão”

“Não temos dúvidas  de que este é um castelo da fundação islâmica, mas as escavações nas cavalariças mostraram-nos que a muralha nascente é posterior [segunda metade do século XII ou depois] e, por isso, tem de ser cristã.A cisterna também é, embora possa ter existido uma anterior.”

-Afirmações de  Maria João de Sousa, responsável pelo  Campo de Investigação arqueológica,  que se criou no ãmbito do projecto de salvaguarda e valorização do monumento.
*Post relacionado:
Obras de requalificação e descobertas arqueológicas no Catelo dos Mouros -aqui

Sem comentários: