terça-feira, outubro 21, 2008

Novo Espaço Llansol em Sintra

Foto do blogue Espaço Llansol

A Câmara de Sintra aprovou, em reunião do Executivo, atribuir um subsídio de dez mil euros de apoio financeiro com o objectivo divulgar o espólio literário de Maria Gabriela Llansol, contribuindo desta forma para o conhecimento, preservação e valorização deste património.

No acto de assinatura do protocolo entre o Espaço Llansol e a Câmara Municipal de Sintra, foi atribuída a Maria Gabriela Llansol, a título póstumo, a Medalha Municipal.


É perto do edificío da Câmara Municipal que vai existir o novo espaço Llansol em Sintra

-Fotos do blogue Espaço Llansol

O Espaço Llansol é o jardim que o pensamento permite.*

“Largo da Câmara Velha (onde por nós esperava quando o grupo se reunia em Colares, naquela que baptizou de «Casa da Saudação», sentada ali fora nos degraus da coluna com a esfera armilar, a olhar o Parque da Liberdade e o Castelo dos Mouros, ou inventando sabe-se lá que viagens para o seu texto, sempre de caderno no regaço); e essa periferia do mundo prolongava-se depois pela Volta do Duche, a serpentina verde debruada de grandes árvores por onde tantas vezes ia à Vila Velha, e que lhe oferecia matéria de escrita, de que adiante darei testemunho”

Texto do blogue Espaço Llansol

Maria Gabriela Llansol vivia em Sintra desde 1980 e a sua casa em Colares era um espaço discreto como a sua postura na vida.

Espólio literário de Maria Gabriela Llansol, falecida aos 76 anos, em 3 de Março de 2008, foi doado à Associação de Estudos Llansolianos, criada em 2006 para estudar a obra da escritora.

Maria Gabriela Llansol deixa obras como "O Livro das Comunidades" (1974), "Causa amante" (1984), "Um falcão no punho" (1985) e "Um beijo dado mais tarde" (1990). «Lisboaleipzig» (1994) e «Amigo e Amiga», vencedor do Grande Prémio de Romance e Novela da APE 2006.

*Na Carta de Princípios do “Espaço Llansol” na Internet

2 comentários:

Anónimo disse...

Discretamente, sempre atento a tudo o que de importante se vai passando por aqui. Obrigada.
ereis

pedro macieira disse...

ereis,
Tenho pena que o Espaço Llansol agora criado seja em Sintra e não continuar na casa de Colares.Compreendo que em Sintra os acessos e talvez o próprio espaço sejam melhores, mas seria mais genuino manter Colares pelo próprio ambiente criado por Maria Gabriela Llansol.

Um abraço