terça-feira, julho 12, 2011

Assalto a ourivesaria no Mucifal

Photobucket

Uma notícia da TVI24:
Encapuzados assaltam ourivesaria no concelho de Sintra
Indivíduos fugiram a pé depois de carro em que chegaram ao local não ter pegado
12- 7- 2011 20: 38


Quatro homens armados e encapuzados entraram de rompante numa ourivesaria na localidade de Mucifal, Sintra. Assaltaram o estabelecimento. Mas, quando se preparavam para deixar o local, o carro usado para a fuga não pegou e deixaram o local a pé e o produto do roubo para trás.

O relato deste incidente foi feito ao tvi24.pt pela proprietária do estabelecimento, a ML Ourivesaria, que disse que as autoridades ainda continuavam à procura dos responsáveis.

«Entraram quatro indivíduos armados por volta das 16:30 e partiram a loja», disse Maria Libânia Rilhas Pedroso, num contacto telefónico, salientando que estavam três clientes dentro da loja, mas que «ninguém foi agredido».

«Levaram para dentro do carro o que roubaram. Mas não levaram muita coisa, porque não posso ter muita coisa na loja. Já é a terceira vez que sou assaltada», explicou, salientando que a fuga foi em parte frustrada pelo «carro meio velho» que tinham.

«Não conseguiram por o carro a trabalhar e chegou a GNR, que estava perto, e eles fugiram a pé», contou. «Deixaram o que roubaram dentro do carro».

As autoridades continuavam a tentar localizar os autores deste assalto na altura em que foi feito o contacto com a proprietária.

Hugo Beleza

*Fotos: (Blogue Notícias de Colares) da perseguição aos fugitivos no Mucifal -Aqui

Actualização: "Jornal de Notícias" (22h43m):

GNR intercepta assaltantes de ourivesaria

Elementos da GNR evitaram, esta terça-feira, um assalto armado a uma ourivesaria em Colares, Sintra, o que conduziu à detenção de um dos quatro assaltantes e à apreensão de quatro armas de fogo, soube o JN junto do Comando-Geral da GNR.
Notícia integral- aqui

1 comentário:

Fatyly disse...

Vai sendo uma constante em Sintra e arredores...um paiol que não sei qual será o seu fim!

Andam uns a trabalhar para sutentar outros que vivem do que gamam graças à impunidade jurídica ou judicial!