terça-feira, agosto 23, 2011

Concertos no Parque de Monserrate

Monserrate16

CONCERTOS NO RELVADO DO PARQUE DE MONSERRATE
23 Agosto - Manhattan Camerata
26 de Agosto - LX Vocal Ensemble
27 de Agosto - Projecto Abelhas (Maria João, João Farinha, André Nascimento)

– Prosseguem esta semana os concertos do “Música no Relvado”, no Parque de Monserrate, em Sintra, sempre às 19h. Na Terça-feira (dia 23) terá lugar o concerto dos Manhattan Camerata, seguindo-se na Sexta-feira (26) os LX Vocal Ensemble, e no Sábado (27) o projecto Abelhas, com Maria João na voz. De acordo com as condições climatéricas em Sintra, os concertos terão lugar ou no relvado ou na Sala da Música do Palácio de Monserrate.
Photobucket

O preço dos bilhetes é de 15 Euros para cada concerto, ou de 30 Euros para três concertos, e encontram-se à venda em www.parquesdesintra.pt, no local do espectáculo ou nos pontos comerciais habituais de venda de bilhetes.

Monserratenevoeiro

1 comentário:

Carlos José Santos disse...

No tempo da outra "senhora", já se faziam concertos em Monserrate, mas a logistica, não tinha nada a ver evidentemente. Mas, português é desenrrascado por natureza, e, naquele tempo bastava uma ordem das altas esferas ia-se logo a correr dar cumprimento à mesma. Não havia luz para o ballet, e para dar o ambiente exigido aos concertos, então recorria-se a uns grandes holofotes militares do quartel da RAAF de Queluz, que vinham rebocados por aqueles camions GMC's e, Matador, camions do tempo da Guerra, que ainda foram fazer as guerras Coloniais, gastavam para aí uns 50 litros por cada 100km's. Nos finais dos anos 50, início dos anos 60, lá vinham os holofotes, de dimensões exorbitantes, mais de dois metros de diâmetro. Numa dessas vezes, um dos praças que vinha nessas viaturas era um rapaz cá de Sintra hoje um veneável septagenário, Fernando Cruz de seu nome, mais conhecido por Fernandel, que foi jogador do Hockey Clube de Sintra, conhecidíssimo. Então essa viatura quase a chegar a Monserrate despistou-se em frente onde está hoje uma quinta género temática, tudo muito bem arranjado do lado esquerdo de quem desce no sentido de Monserrate vindo de Sintra, em frente do lado direito, há ou houve um lago mesmo por debaixo do muro já dentro do Parque, a GMC descontrolou-se com o atrelado e, foi tudo parar dentro do lado. O Fernandel ficou com uma perna lá presa debaixo, por pouco não teve de a amputar, ficou sempre com uma ligeira deficiência, só a sua grande tenacidade o fez ainda jogar hóckey.
Mais uma História da velha guarda.
Hoje há meios capazes, antigamente improvisava-se e, lá se faziam as coisas o melhor que se podia.
Estes holofotes, eram da defesa anti-aérea, daqueles que faziam um foco de luz quase até ao infinito, e tinham que ser manobrados, por homens de barba rija.
Era o Festival de Sintra, onde só iam os convidados, inacessível à plebe, mais tarde é que vieram as portas franqueadas, mas os preços proibitivos selecionam a assistência. Agora não sei como é, portanto nada de falar de cor.
Espero que o tempo esteja de feição, ali é sempre muito ingrato, as nortadas e as noites húmidas e com nevoeiro.
Bons concertos.