segunda-feira, março 28, 2011

Resposta da PSML sobre estrutura metálica na Serra de Sintra

Antenaserra3
Conforme publicámos no post anterior, foi dirigido da nossa parte um pedido de informação à PSML, sobre um estranho poste metálico no Castelo dos Mouros.
Da parte do Presidente da PSML, recebemos a seguinte informação:

Exmº Senhor,
Respondendo ao seu pedido de informação sobre a torre que avistou no Castelo dos Mouros, esclareço que se trata de uma grua de cabos que transportam caixas para levar e retirar materiais para as obras de recuperação que vamos em breve iniciar no Castelo. A torre é o apoio dos cabos que ligam o interior do Castelo ao caminho de serviço, junto à Casa do Guarda. Estima-se que o tempo necessário para a obra seja de 1 ano e meio.
Com cumprimentos,

António Lamas
Presidente do Conselho de Administração
Parques de Sintra - Monte da Lua, S.A.

De realçar a rápida resposta ao nosso pedido de informação, prestado pelo Engº António Lamas, facto que até agora não estávamos habituados quando contactamos organismos oficiais ou camarários.

5 comentários:

C.Santos disse...

Será?
Vamos lá ver se não é como a história dos azulejos da Escola das Azenhas do Mar, que foram para recuperar, ou lá o que foi, e nunca mais voltaram.
Há muito que duvido disto tudo!

Anónimo disse...

Vai ser necessário material assim tão pesado para ser apoiado por esta grua gigante? E, durante ano e meio? Que tipo de obras vão ser feitas?
sintrense

Fatyly disse...

Vinha aqui deixar uma anotação de uma conversa que tive com um amigo que faz "parte da serra" que disse precisamente o mesmo sem referir o tempo e que deste modo evitariam o atropelo/entupimento na estrada que já por si é pequena.

Obrigado pela resposta rápida e vamos continuar atentos:)

Anónimo disse...

Agora já descobrimos o enigma - um guindaste monumental assentou arraiais durante ano e meio no coração do Castelo, ali ao pé da cisterna.
Mesmo assim, vale a pena subir ao Castelo dos Mouros por estes dias de Primavera em que as pedras e os pequenos muros estão ainda cobertos de musgos e, por todo o lado uma miríade de pequenas folhas, de vários matizes, brotam em força das árvores, mais parecendo um véu ou renda amarelo esverdeado que nos envolve.
Eu estive lá um destes dias, subi por Santa Maria e fiquei maravilhada.
emília reis

carol disse...

De facto! Bem rápida a resposta.

Cara Emília, que "inveja" do seu passeio, Santa Maria acima! E que saudades! É muito lindo. De cortar a respiração...