quinta-feira, março 17, 2011

Parque de Monserrate

A propósito de uma notícia do Jornal Sol online:

"Príncipe Carlos visita Portugal em Março
O príncipe Carlos de Inglaterra e a duquesa da Cornualha realizam uma visita oficial a Portugal entre 28 e 30 de Março, com passagem por Lisboa, Évora, Odemira e Sintra.
(...)
Na tarde do mesmo dia, (29 de Março),o príncipe de Gales inaugurará ainda as obras de requalificação do jardim do Parque de Monserrate, em Sintra."

Photobucket
"(...)No Parque, mais que a massa arbórea, já de si imponente, e que inclue alguns exemplares dos mais distintos, cedros, araucádias, pinheiros, ciprestes, impressiona o visitante, do ponto de vista da flora, a profusão de arbustos ornamentais, de floração extravagante ou vistosa escolhidos com tal arte que em períodos sucessivos, da Primavera incipiente ao declínio outonal é sempre possivel encontrar ali os traços de um colorido forte animando as placas extensas e as peças ajardinadas(...)"
Azevedo Gomes
Revista Ilustração nº71 de 1 de Dezembro de 1928

Photobucket

BibliotecaMonserrate
A biblioteca
Photobucket

Monserrate16


Post relacionados

http://riodasmacas.blogspot.com/2010/06/inauguradas-as-obras-de-recuperacao-do.html

http://riodasmacas.blogspot.com/2010/12/parques-de-sintra-monte-da-luapsml-e.html

http://riodasmacas.blogspot.com/2009/02/parque-de-monserrate.html

http://riodasmacas.blogspot.com/2009/02/o-palacio-de-monserrate-tres-dimensoes.html


Continua

5 comentários:

Dona Sra. Urtigão disse...

Parece mesmo muito bonito...Mas por que os ingleses que vão reinaugurar ? Eles são os donos ?

carol disse...

Coisa mais linda não há!

Anónimo disse...

É justo que seja ele a inaugurar?

pedro macieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pedro macieira disse...

Talvez a razão dos principe Carlos em Monserrate sejam estas:

No século XVIII era propriedade da família Melo e Castro que em 1790 o arrendou ao comerciante inglês Gerard Devisme que construiu um palácio em estilo neogótico. Este por sua vez subarrendou-o ao riquíssimo compatriota William Beckford que promoveu alterações ao estilo do palácio e criou um jardim paisagístico
.
Em 1809 foi visitado por Byron que o cantou no Childe Harold’s Pilgrimage. Mais tarde, em 1856, a Quinta de Monserrate foi adquirida em estado de abandono pelo súbdito britânico Francis Cook que, sob a inspiração do Romantismo, fez reconstruir o palácio em estilo oriental, do risco do arquitecto James Knowles, Jr..
O Parque obedeceu aos planos do arquitecto James Burt

Também em 1928 Azevedo Gomes autor da monografia do Parque da Pena, escrevia na revista Ilustração:
"D.FernadoII e a srº Condessa d'Edla, credores por este título da nossa gratidão, pois que, «estrangeiros» embora, com Mr.Cook, o 1º Visconde de Monserrate, e juntamente com ele realizaram para o embelazento deste cantinho ptrvilegiado da terra portuguesa, uma obra que até agora não souberam, puderam ou quizeram igualar sequer, os «nacionais»."