quinta-feira, abril 28, 2011

A Natureza continua a moldar a imagem da Praia da Ursa

yFiZKS2Zvj9vIf886MN91OBTAIPrjY8z
Foto publicada no"Guia de Portugal- Lisboa e arredores" Ed.1924

A Praia da Ursa, como é natural, tem ao longo do tempo sofrido o efeito da erosão, a natureza vai moldando lentamente as falésias e alterando as formas dos penedos que se encontram mergulhados no mar.
A existência de uma rocha como dois enormes arcos, "Maraferama", nos inícios do século XX, só existe nos poucos registos fotográficos da época, e na pintura de Alfredo Keil.

PraidaUrsaAlfredoKeil
Pintura a óleo de Alfredo Keil -também publicada a preto e branco na "Ilustração Portuguesa"de 22 de Abril de 1912

PraiaUrsa200932009
O mesmo ângulo, (foto de 2009) - 100 anos depois a imagem dos arcos, só nos registos fotográfico e no óleo de Alfredo Keil.

Cem anos depois, do desaparecimento da enorme rocha dos arcos, é o penedo conhecido pela "Ursa" que desmorona parcialmente, dando assim, início a um processo que nos próximos tempos irá inevitavelmente alterar as formas daquele penedo, que está ligado à lenda da própria praia.

PraiadaUrsa2011Final
A lenda diz que há muitos milhares de anos, quando a terra era uma enorme bola coberta de gelo, aqui vivia uma ursa com os seus filhos. Quando o degelo começou , os Deuses disseram a todos os animais para abandonarem a beira-mar, mas a ursa não o fez, pois ali tinha nascido e ali queria ficar.Os Deuses enfurecidos transformaram a ursa em pedra e os seus filhos em pequenas rochas dispersas à volta da mãe, que ali para sempre ficaram dando assim o nome à praia - Praia da Ursa.

3 comentários:

Hélio Cristóvão disse...

Boa tarde Pedro,
É mesmo impressionante e quase que custa a acreditar na nova forma da Ursa, mesmo ali estando perante ela, não deixa de ser uma sensação estranha. Por um lado triste, por outro inevitável acontecimento.
Deixo aqui breve reportagem fotográfica e dedicatória, da minha primeira visita após o desmoronamento:

http://is.gd/lVoKrd

Continuação do excelente trabalho que tenho vindo a descobrir pelo seu blog.
Hélio Cristóvão

pedro macieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pedro macieira disse...

Hélio Cristóvão,
Obrigado pelo comentário - já vi as sua óptimas fotos.

É como diz é um facto triste o facto de o penedo da Ursa estar diferente - mas realmente o homem não pode evitar a acção da natureza - e todo este litoral está a sofrer grandes efeitos da erosão,podemos sómente evitar o seu acelaramento.
Um abraço