quarta-feira, setembro 17, 2014

A Praia Grande continua a surpreender

Agora
Fotos em 17 de Setembro de 2014

A estrutura assenta em pilares de madeira, e está construída a 3 ou 4 metros do areal

A ocupação do  novo espaço termina mesmo no acesso ao areal

Antes
Foto em 22/07/2013

Primeiro foram as  lagoas e as deslumbrantes falésias,  depois as tempestades que varreram a praia, a seguir  o fenómeno  natural  do areal ter tido  uma recuperação rápida - agora a construção de uma volumosa edificação em madeira,  no final da Praia, muito perto do areal - no local onde antes existia um pequeno apoio de praia com uma esplanada.

Lembramos a história relativamente recente que um pequeno local, fora da zona de praia, que vendia e cozia pão com chouriço, ter  sido obrigado a fechar para defesa da área da orla marítima.

Post relacionado:
http://cidadaniastr.blogspot.pt/2014/09/praia-grande.html?view=classic

8 comentários:

Nuno Saraiva disse...

Bem lembrado o fecho da barraquinha do pão com chouriço. Perante isto, foi uma injustiça TREMENDA.

Já ouvi dizer que aquele espaço por ser falésia é autorizado e concessionado à Capitania (Marinha) e não à C.M.S., mas não sei se é assim na realidade.

pedro macieira disse...

Nuno,
A Capitania, é uma de uma dezena de entidades que tem autoridade sobre a Orla marítima..."chocando" permanentemente umas com as outras.
Abraço

Pedro disse...

Nunca tinha ouvido falar disto mas o RIO DAS MAÇÃS está sempre em cima da jogada.

Anónimo disse...

De facto sendo na orla costeira, qualquer empreendimento, apoio de praia, etc... é da (in)competência da CCDR/ARH e bem assim e vinculativa-mente da Câmara Municipal de Sintra...
Com alguma "sorte" este inverno o mar arrasa com ele!!!! E viva o mamarracho!!!!

Anónimo disse...

Concordo q é um mamarracho que até parece a arca de noé. Mas choca me muito mais o estado degradante à vista de todos em q se encontra a praia das maçãs, da conservação dos edificios por inercia dos proprietários, á publicidade desmedida e ate chocante, enfim aqui critica se quem faz pela inovação, ainda q condenável por quem a autoriza, na vila ao lado devia se criticar e condenar por quem nada faz pela conservação e melhoramento e ainda se queixa...

Anónimo disse...

Pois... O dono da barraquinha dos pães com chouriço não conhecia as pessoas certas na Câmara e tb n devia ter dinheiro para subornar as autoridades que permitiram o mamarracho!!!

Anónimo disse...

enfim, nessa terra há os donos do costume. por isso viver aí foi uma muito má experiencia. nao dou mais dinheiro a essa zona...

Anónimo disse...

e como ficam as acessibilidades em caso de emergência? os carros passam aí? muito bem, os engenheiros da treta....