segunda-feira, novembro 29, 2010

Sintra nos primórdios da aviação civil em Portugal

Photobucket


"A Escola de Cintra

Actualmente a unica escola que funciona em Portugal, para instrução de civis, é a Escola Aeronautica da Militar na Granja do Marquês em Cintra.
Há dois anos que ali esta aberto um curso de Aviação para civis. Mas apesar d'isso até agora só um se inscreveu - o distinto sportman Carlos Eduardo Bleck que é um dos nossos melhores «volantes».(...)"

No Diário de Lisboa de 8de Abril de 1925


As origens da Base Aérea de Sintra remontam a 1914, após promulgação pelo Presidente da República Manuel de Arriaga, a 14 de Maio, da lei que cria a Escola Militar de Aviação, com base em estudos efectuados pelo Aero Club de Portugal.


Legenda das fotos: Os aparelhos na pista do campo da Escola Aeronáutica da Granja do Marquês, prontos para levantarem voo com os novos pilotos.1938-08-23*

Photobucket


Photobucket


*Fotos do Arquivo Nacional da Torre do Tombo

1 comentário:

Caínhas disse...

Desde que começou esta Escola Militar, que mais tarde viria a passar para a OTA, no início dos anos 60. Sintra era como se fosse uma daquelas vilas e cidades universitárias, que beneficiam da vinda de novas pessoas. Por Sintra passaram milhares de jovens que vieram a criar aqui as suas famílias e fazerem de Sintra o seu "quartel general" para toda a vida. Houve jovens que cá arranjaram as suas namoradas, mais tarde esposas, e aqui montaram casas e tiveram os seus filhos e netos, e ainda há por aí muitos que são dessas origens, conheço vários.
Nos tempos dos torneios de futebol de salão no ringue do Parque da Liberdade, a BA1 tinha sempre duas boas equipas a representa-la, eram jogos sempre muito bem disputados, que nos animavam as noites de verão na Vila Velha.
Também o Sintrense beneficiou muito com os jovens alunos, porque muitos se fizeram lá jogadores de futebol, dando ao Sintrense muitas tardes de glória.
Sintra ficou a perder com a saída do GITE, (GRUPO DE INSTRUÇÃO DE TÉCNICOS ESPECIALISTAS) e da Escola de Aviação, respectivamente para a BA2-OTA e BA5 Montereal, os cursos de Electricidade, e Mec. de Radar, passaram a ser dados na Escola Militar de Electromecânica, em Paço de Arcos.