sexta-feira, março 15, 2013

Exposição Documental "Linha dos Caminhos de Ferro de Sintra"


Larmanjat


"Há 140 anos, chegava a Sintra o primeiro comboio. Em 1873, o Larmanjat, em monocarril, foi o primórdio das primeiras composições que chegariam em 1887. Os descarrilamentos constantes e os atrasos significativos, ao longo de um percurso de 26 km, efectuado em uma hora e 55 minutos, fizeram com que o Larmanjat passasse à história em 1877. Uma década depois, a 2 de Abril de 1887, foi inaugurada a ligação ferroviária de Lisboa e Sintra, num acontecimento que mudou, para sempre, a realidade da vila e do concelho."

Exposição documental “Linha dos Caminhos de Ferro de Sintra”, patente até 27 de de Abril, no Arquivo Histórico de Sintra (AHS), instalado no Palácio Valenças.

"(...) 
Inaugurado a 2 de Julho de 1873, o Larmanjat abriu ao público três dias depois, efectuando um percurso que tinha como estações Porta do Rego, Sete Rios, Benfica, Porcalhota (Amadora), Ponte de Careque, Queluz, Cacém, Rio de Mouro, Ranholas e Sintra. Os problemas, descarrilamentos frequentes e atrasos sucessivos, acabaram por traçar o destino do Larmanjat que foi suspenso em Abril de 1875 e encerrou em 1877, com a falência da empresa Lisbon Steam Trawmays Company.
Entre o material exposto no AHS, além de gravuras do sistema Larmanjat, pode-se observar um livro de actas da Câmara Municipal de Sintra, da reunião realizada a 21 de Maio de 1875, que viabiliza a ligação ferroviária e, em particular, a construção da estação de Sintra. A ligação definitiva é retratada em diversos documentos, que dão conta que, por exemplo, a linha foi inaugurada (2 de Abril de 1887) com partida de Alcântara-Terra, já que só no início da década de 90 entrou em funcionamento a estação do Rossio. Sete décadas depois, em 1956, a linha foi electrificada, seguindo-se, um ano depois, a entrada ao serviço das primeiras automotoras eléctricas."

Texto integral  no Jornal da Região aqui

 photo comboio.jpg Foto Sintra 2008

2 comentários:

Anónimo disse...

Muito interessante o seu Blogue e virtuoso, pois trata com carinho as terras e as coisas deste país tão ultrajado...Bem haja, pelo país e pelas suas gentes, a precisarem que se lhes eleve o ego e a moral.Continue a divulgar, tudo q seja passível de ser visionado. Parabéns!

pedro macieira disse...

Anónimo,
Agradeço a visita e o simpático comentário.
Tem sido intenção editorial, divulgar aspectos de Sintra e o quotidiano das suas gentes, não perdendo de vista a sua cultura ancestral e o rico património monumental e ambiental -veremos se teremos "engenho e arte" no futuro para continuar nesta linha.
Cumprimentos