sábado, julho 11, 2015

Porque hoje é Sábado...

 Este blog nasceu em 11 de Junho de 2006, num Portugal diferente de hoje, nestes 9 anos os acontecimentos que nos atormentam, não nos permitem pensar ser europeus a 100% como nos têm prometido, nem estar próximo da "linha da frente" desta Europa, que parece agora estar a desmantelar-se.

Com uma publicação diária, 3359 posts depois - chegámos a 2015, a olhar preocupados para  o nosso país e para a Grécia.

Em modo de celebração, reeditamos  o primeiro post que o blog apresentou - e o post de hoje, em defesa da necessária biodiversidade deste nosso planeta. Se o primeiro  post, registava um olhar para o Eléctrico da Praia das Maçãs, um Museu vivo, que felizmente tem sido  preservado - o post de "hoje", uma chamada de atenção para a preservação deste nosso planeta em que vivemos (transcrição  parcial de um artigo do Público), oportunidade de voltar a publicar fotos que registam (felizmente) a presença de abelhões/zangões, em Colares um sinal que  a biodiversidade ainda vai acontecendo por estes lados.

1º Post do Rio das Maçãs,  em 11/06/2006

Rio das Maçãs, é um blog que pretende "falar" de uma região fabulosa que tem caracteristicas únicas, desde Sintra até às Azenhas do mar ,das sua gentes do seu quotidiano da sua história.

 Foto.zangão/abelhão em visita a Colares em Abril de 2014

          
"Por razões ainda não esclarecidas, estes cruciais insectos polinizadores estão a declinar muito mais rapidamente do que outros. E isso deve-se "claramente" ao aquecimento global.
Todos sabemos que a sobrevivência das abelhas está ameaçada a nível global, devido sobretudo a fungos e ao uso de pesticidas, mas também ao aumento das temperaturas e à destruição dos habitats ao longo dos últimos 50 anos. Mas no caso dos abelhões, que também são polinizadores vitais para a agricultura e para muitas espécies vegetais silvestres, uma equipa internacional de cientistas acaba de descobrir que o principal factor responsável pelo abrupto declínio das suas populações são, de longe, as alterações climáticas.

Esta é a principal conclusão de um estudo, realizado a escalas temporal e espacial sem precedentes, da distribuição geográfica de dezenas de espécies de abelhões ao longo de décadas. Os resultados foram publicados esta quinta-feira na revista Science.
O trabalho mostra que, ao contrário de muitos outros insectos terrestres da Europa e da América do Norte, que para compensar o aumento das temperaturas têm conseguido aproximar-se do Pólo Norte à medida que se afastam das zonas mais próximas da linha do equador – e portanto mais quentes –, isso não tem acontecido com os abelhões. E como se não bastasse, também mostra que os habitats naturais dos abelhões situados mais a Sul têm encolhido, com os insectos a perderem uma faixa de cerca de 300 quilómetros de terreno desse lado.
“Imaginem um torno e imaginem o habitat dos abelhões preso nesse torno”, diz o líder do estudo Jeremy Kerr, da Universidade de Calgary (Canadá), em comunicado daquela instituição. “À medida que o clima aquece, as diferentes espécies de abelhões são esmagadas por esse ‘torno do clima’, que comprime as zonas geográficas onde habitam.(...)”




*Fotos de um zangão numa doce flor em Colares 20/04/2014

Polinização é o transporte de grãos de pólen de uma flor para outra, ou para o seu próprio estigma. É através deste processo que as flores se reproduzem.
 
Polinizaçao28042015blog.jpg
Polinização da Primavera 2015 no Mucifal/Colares
PolinizaçaoB270420152bblog.jpg
Efeitos da polinização num zangão/abelhão
PolinizaçaoB3270420152.blogjpg.jpg
Voar para o objectivo
Polinizaçao27042015cblog.jpg
Objectivo atingido
Polinizaçao27042015bblog.jpg
Descanso e tentar sacudir o pólen, prepararando-se para partir para nova flor.
*Fotos  de polinização em 28 Abril de 2015
  

Sem comentários: