domingo, dezembro 18, 2011

Suspenso o desmantelamento das hortas comunitárias em Monte Abraão

Photobucket

Hortelões de Sintra podem manter cultivo

A Câmara de Sintra suspendeu o processo de desmantelamento de hortas comunitárias na freguesia de Monte Abraão, depois de no mês passado ter dado 30 dias aos hortelões para abandonarem os terrenos.

O vice-presidente da autarquia, Marco Almeida, disse à Lusa que a câmara está a preparar um regulamento para as hortas urbanas, que deverá ser submetido a reunião do executivo municipal em Janeiro. Até à sua conclusão fica suspensa a retirada das hortas que se encontram no bairro 1.º de Maio, em Monte Abraão, e os hortelões podem continuar nos terrenos.

Uma das hortas é mantida por moradores locais há quase 30 anos e a outra é cultivada por um grupo de jovens desde 2008.

A presidente da Junta de Freguesia de Monte Abraão, Fátima Campos (PS), aplaude a decisão da autarquia lembrando que os terrenos são importantes para a subsistência de alguns habitantes.

Notícia do Público online
http://ecosfera.publico.pt/noticia.aspx?id=1524986

3 comentários:

Fatyly disse...

Fátimas campos, ao contrário de outros, muito tem feito pela sua freguesia e aplaudo também mais esta vitória, sobretudo numa altura em que tudo faz falta e para esses hortelões é um meio de subsistência.

A Câmara deveria preocupar-se em limpar outros locais e com o abate desmesurado das árvores de Sintra-património mundial!

Carlos José Santos disse...

É melhor estarem os terrenos sujos, cheios de mato, escalrracho, canas, silvas, ou outras plantas silvestres, que só fazem má vista, que ninguém limpa, e ninguém aproveita.
Que mal fizeram os necessitados deste país?
Estes governantes, parece que têm um prazer mórbido em lixar quem de forma honesta quer por comida na mesa.

Anónimo disse...

Os autarcas aprovam leis e regulamentos sentados na sua secretária sem conhecer a realidade do povo, e depois dá nisto!
Deviam era criar condições para que esta gente possa cultivar de forma segura para a sua saúde e para o ambiente.