segunda-feira, janeiro 02, 2012

Patriotismo sem Fronteiras

Photobucket
Notícia do EXPRESSO online :
-Soares dos Santos muda participação na Jerónimo Martins para Holanda-aqui

Créditos:
Montagem fotográfica com base numa foto da Holanda encontrada aqui

6 comentários:

pedro macieira disse...

Frases de Soares dos Santos, elemento da ACEG, Associação Cristã dos Empresários e Gestores, em entrevista a um outro saudosista ; Mário Crespo:

“Eu já pago mais impostos”. Foi assim que Alexandre Soares dos Santos respondeu à pergunta do jornalista Mário Crespo sobre se estaria disponível para uma maior carga fiscal.

O “chairman” da Jerónimo Martins assegurou que não se importa de pagar os impostos que considera “justos”. Mas disse que este dinheiro foi “mal gerido” nos últimos anos.

“Considero que fui roubado”, declarou Soares dos Santos. “Quando pagamos impostos, pretendemos retorno”, falando em melhores escolas e em melhor saúde. “Não me deram nada”, considerou numa entrevista à SIC Notícias.

O segundo homem mais rico de Portugal para a revista “Exame” afirmou que a população portuguesa tem de compreender que “tem de trabalhar”. “Não ouço ninguém a dizer porque é que não se trabalha mais horas”, indicou.
http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=505183

Fatyly disse...

e tenho que lhe dar razão e se eu estivesse nessa situação também mudaria, porque cá em muita coisa os cortes e a carga fiscal tem sido feitas em cima do joelho, só com a meta do e da...e para os investidores e PMEs é o tanas!

Quanto ao dizer que a população portuguesa "tem de trabalhar e ou mais horas", pois é tem alguma razão, porque há quem se tenha habituado a rendimentos mínimos (desde o tempo do PR quando era 1º ministro, que agora está calado que nem rato e quando fala é só para dizer bacoradas") embora existam outros milhares que estariam dispostos a tal mas cadê o emprego/trabalho????

E assim vamos em termos de economia e menos milhões de impostos para os cofres do Estado...e outros seguirão.

Se me saísse o euro milhões Portugal não veria um tostão meu!!!!

pedro macieira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pedro macieira disse...

Na Holanda, parece que é um "paraíso fiscal", para os capitais "portugueses", já lá estão empresas com a PT, e a Galp por exemplo - tem agora a companhia do "Pingo Doce". Empresa portuguesa, cujo mentor Soares dos Santos,foi nos últimos tempos frequentemente entrevistado na SIC de Balsemão - pelo saudosista Mário Crespo, e também pelo editor da SIC,de uma certa economia, José Gomes Ferreira.
Soares dos Santos, acérrimo defensor da ética politica , inimigo de estimação(assim como os outros dois do "malandro" Sócrates), todos eles com António Barreto ex-socialista (antigo ministro da Agricultura que nunca gostou de "reformas agrárias") e também Presidente do Conselho de Administração, da Fundação criada pelo mesmo Soares dos Santos (as Fundações em Portugal parece que ajudam a fugir a impostos...), também ele desgostoso da politica de Sócrates.
Consideravam estas personagens que a luz ao fundo do túnel passava por Passos Coelho e as suas politicas neoliberais...e não é que o Soares dos Santos em Portugal, "vende" ao Soares dos Santos na Holanda todos as suas acções, de forma que assim não pague em Portugal os impostos que o actual governo que tanto apoiou decidiu obrigar a quase todos os portugueses!!!!!!!!!!

Nota:
Quase todos os portugueses -Porque todas as medidas de austeridade deste governo estão estratégicamente a penalizar os mais pobres, e a proteger os mais ricos.Mas parece que mesmo os mais ricos não estão a entender as medidas...

2:04 PM

pedro macieira disse...

Acrescento ao "grupo" holandês do capital português emigrado, além da maioria das empresas cotadas aqui no burgo no PSI20- o ético e sabedor
Belmiro de Azevedo com a sua SONAE...

Carlos José Santos disse...

Este país está feito para desenrrascar os ricos. Burlas, fugas ao fisco, branqueamento de capitais, desfalques, e até crimes de morte, desde que praticados pela "malta amiga", fica tudo em àguas de bacalhau!
As Fundações são outra esperteza saloia, de fugir ao pagamento de impostos. Cada ricaço, tem uma Fundação. Cresceram como cogumelos. No tempo da outra senhora, havia a Gulbenquian, e pouco mais. Curiosamente foi preciso vir o 25 de Abril para acabarem com a Companhia de Bailado, e outras coisas, porquê? Começou muita gente a mexer na panela, e o dinheiro do petróleo tem que ir para outros lados.
Uma autêntica vergonha, somos um povinho labrego, que papa tudo calado, e resignado. Estamos a ser comidos indecentemente, e está tudo calado. Nós que temos tudo controlado, vencimentos, reformas, impostos, e ganhamos sempre o mesmo, é que vamos ter que suportar tudo isto.
Eu é que já estou em cima da idade de pagar só meio bilhete, senão ía-me embora, porque os "piquenos" querem que a malta emigre, eu até lhes fazia a vontade.
O título do filme era; - ESTE PAÍS NÃO É PARA VELHOS!", mas aqui vai ser ao contrário, qualquer dia só cá estão os velhos, porque já não podem fugir!