quinta-feira, dezembro 16, 2010

Intervenção da E.P. nos Plátanos de Colares 3º dia

Ontem (15-12-2010), continuou a intervenção da Estradas de Portugal, na Alameda do Plátanos de Colares, zona considerada pela E.P, de intervenção prioritária.

Neste 3º dia da presença da empresa "Rapamato", em Colares, foi abatido o segundo Plátano centenário, considerado um perigo público por várias entidades envolvida nesta intervenção.
Aqui ficam algumas imagens que demonstram a robustez do Plátano abatido assim como tinha acontecido ao primeiro, que também não deixaram morrer de pé.

Photobucket


Photobucket



Photobucket

Photobucket

4 comentários:

Anónimo disse...

Caro Pedro Maceira
Estou certa que se sente destroçado mas, continue com Força e Ânimo para mais lutas e, dar a conhecer a todos o que de mau vai havendo pelo burgo.
Você faz tudo o que podia e a razão está do seu lado.
Obrigada
sintrense

MDP disse...

A quem estorvavam? Estariam a tapar a "visao" a alguém? Infelizmente é o que mais existe em Portugal, falta de visao!
Parabéns Pedro, pelo seu trabalho.
Continue, nao desista, pode ser que alguém se "ilumine"!
Um abraco de longe

pedro macieira disse...

Não se entende a razão porque a Estradas de Portugal optou pelo abate de dois Plátanos Centenários robustos - quando o próprio estudo do Engº Fabião do ISA ( que suporta técnicamente a intervenção em Colares)recomendava a sua monitorização...
Foi um crime de lesa-património. plátanos que são um ex-libris de Colares - Plátanos que serviam para criar uma zona de sombra à Adega Regional quando no início do séc XX, a produção do Vinho de Colares tinha grande procura.Razão de ser Colares a Região Demarcada mais antiga a seguir à do Douro.

Anónimo disse...

ó Pedro eu até compriêndo a sua moderaçâo, mas deixemo-nos disso e passemos a compriênder de uma vez por todas que essas reuniões que se promovem são só balelas e conversas da treta para nos mandarem areia para os olhos,para enganarem os saloios,(vamos lá ouvir os saloios fingir que lhe damos inportância, para depois fazermos o que temos para fazer),virem entâo actuar com a capa da legalidade, e escondendo a verdadeira intênção.já reparou na localização do platano da foto,não estará ele debaixo da dita legalidade estar doente,e a verdadeira razão e estar a estrovar a entrada e saida de veiculos pesadoa,...,...etc.pense nisso.
António