quarta-feira, dezembro 22, 2010

Assembleia Municipal de Sintra aprova moção exigindo adiamento da intervenção da E.P.

PlátanoColares


Comunicado de Imprensa do Bloco de Esquerda sobre a intervenção da E.P. nas árvores de Sintra


A Assembleia Municipal de Sintra aprovou uma moção do Bloco de Esquerda exigindo o adiamento da intervenção nas árvores da região de Sintra, até que as Estradas de Portugal (EP) apresentem toda a documentação justificativa da mesma, incluindo o manual de normas técnicas que orientará as podas, de modo a que população, autarcas, associações ambientalistas e de defesa do património possam aceder à informação que até agora não têm.
A iniciativa foi aprovada com votos do Bloco, CDU, PS e de alguns eleitos da Coligação Mais Sintra, contando com abstenção da maior parte da direita.

MOÇÃO

A Assembleia Municipal de Sintra, reunida a 21 de Dezembro de 2010 delibera, por proposta do Bloco de Esquerda:
1. Saudar a realização da referida sessão de esclarecimento, sublinhando que, apesar de surgir com um ano de atraso (a inquietação com as árvores de Colares começou em 2009) e do défice de informação identificado, a realização de iniciativas como esta, com antecedência e divulgação prévia e atempada dos documentos relacionados com os assuntos a abordar, favorece a democracia e a transparência.
2. Exigir o adiamento da intervenção nas árvores não abrangidas pelo estudo do Professor Fabião até que a EP apresente toda a documentação relativa à mesma, incluindo o manual de normas técnicas que orientará as podas, de modo a que população, autarcas, associações ambientalistas e de defesa do património possam aceder à informação que até agora não têm.
3. Recomendar à Câmara Municipal de Sintra que, perante o défice na informação identificado, desenvolva todos os esforços para garantir a prestação, pela EP, de todos os esclarecimentos necessários.
Se aprovada, esta moção deverá ser enviada para a Câmara de Sintra, Assembleia e Junta de Freguesia de Colares, Estradas de Portugal EP, Quercus, Associação Olho Vivo, Associação Árvores de Portugal, Associação de Defesa do Património de Sintra.

Sintra, 21 de Dezembro de 2010

O Eleito e a Eleita do Bloco de Esquerda
João Silva, Helena Oliveira e Carmo

7 comentários:

Pedro disse...

Óptimo!!!
Lamentavelmente para algumas árvores já foi tarde de mais, mas talvez se possam ainda salvar algumas.

Fatyly disse...

aprovada...é para cumprir e será que a EP irá cumprir? a ver vamos!

Anónimo disse...

Não fizeram nada enquanto foi tempo.... agora é para tentar ficar bem na foto!
sintrense

Rosa disse...

De que serve o adiamento se as árvores já foram abatidas?
Por favor corrijam-me se eu estiver enganada, mas a imagem não pode ser mais clara!

Cristina Marques disse...

Nem todas foram abatidas. Infelizmente não puderam salvar todas. É bom sinal o processo ter sido interrompido. Espero que fique de emenda à EP.

Bom trabalho!

Anónimo disse...

Para informação, hoje voltaram aos cortes... e não estejam com lamentações porque elas voltam a romper, ou então, depois não se venham queixar quando houver algum acidente devido à queda de ramadas que deviam de ter sido tratadas....

pedro macieira disse...

Caro anónimo,
Infelizmente vamos ter cortes durante os próximos dois meses. Quanto ás lamentações, gostaria que visse o estado dos troncos dos dois plátanos lamentávelmente abatidos em Colares (que não voltarão a romper...) e que se houve algum acidente foi provocado pela mão do homem -um verdadeiro crime. E lamento que aceite esse facto com a maior normalidade, que aliás é uma atitude que infelizmente tem bastantes seguidores por estes lados.
Cumprimentos