sexta-feira, abril 09, 2010

Ruínas Sintrenses

O post de hoje, aproveita uma ideia do filme "Ruínas" de Manuel Mozos, prémio Tóbis para a melhor longa-metragem portuguesa no festival IndieLisboa 2009, e prémio Georges de Beauregard no FIDMarseille.
O filme de Manuel Mozos, é um documentário que segundo a sinopse "reúne pedaços de espaços e de tempo, restos de época e locais onde apenas habitam memórias e fantasmas", exactamente como na estrada que liga a Praia das Maçãs às Azenhas do Mar.




"Ruínas" de Manuel Mozos

2 comentários:

Fatyly disse...

Ao ver a implosão do prédio de Tróia (que não conheço) penso como é tão fácil destruir.

Vendo o teu slide e passando como passo muitas vezes pela estrada "praia das Maçãs - Azenhas do Mar", vê-se que, apesar dos pesares, algumas delas já foram reconstruidas mas ainda há muito por fazer e seria bom que deixassem as fachadas ou estruturas originais.

pedro macieira disse...

Fatyly,
Esta estrada pejada de ruínas, na maioria dos casos com história, é a prova como os executivos camarários, ( no actual já vai no segundo mandato),tem descurado este problema- a falta de planos de pormenor, desta zona e a não aprovação de projecto para recuperação da Vivenda Rafaela, por exemplo de que proprietário foi Alberto Totta figura importante nesta Região - obrigou os interessado a abandonar o projecto, de recuperação,e hoje é uma ruína, que já não deverá ter hipótese de recuperação e mais uma perda a registar na lista do património de Sintra.

Não só nesta estrada se encontra este espectáculo,também na vila Velha as ruínas abundam, numa Sintra com estatuto de património Mundial...
Um abraço