quarta-feira, março 31, 2010

Post simultâneo Correio de Sintra - Rio das Maçãs

Photobucket
O Eléctrico da Praia das Maçãs - Uma Imagem de Marca de Sintra

electricoCorreioRibeiraVarzeafinal

O eléctrico de Sintra foi inaugurado há 116 anos, a 31 de Março de 1904, com o material circulante encomendado à J.G.Brill Company (Estados Unidos).O percurso, com uma extensão de 8.900 metros, foi prolongado a 10 de Julho desse ano até à Praia das Maçãs, totalizando uma extensão de 12.685 metros. Mais tarde, a 31 de Janeiro de 1930, o eléctrico chegou às Azenhas do Mar.
Na sua já longa vida, o eléctrico, parte integrante da bela paisagem de Sintra, tão acarinhado pelas populações que o vêem passar às suas portas há mais de cem anos, teve ao longo da sua exploração algumas paragens , felizmente sempre retomadas.
O eléctrico da Praia das Maçãs acompanhou diversos ciclos da nossa história. A 1ª tentativa de construção da linha de caminho de ferro entre Sintra e Colares foi em 1886, reinava então D. Luis.
A 2 de Julho de 1900, é constituída a Companhia de Caminho de Ferro de Cintra à Praia das Maçãs SARL, ainda em monarquia, no reinado de D.Carlos.
Anos mais tarde a empresa sofre uma alteração e passa a denominar-se “Cintra ao Oceano”, em 1904 , já no fim do regime monárquico, e mantém-se até 1914, já em pleno regime Republicano, com os eléctricos pintados de amarelo.
A cor azul, surgiu com a Companhia Sintra Atlântico (1914-1975), posteriormente consequência das privatizações que aconteceram após o 25 de Abril de 1974, tendo sido integrada na Rodoviária Nacional (1976-1995).
Em 1995, já em plena democracia, com a onda de privatizações na altura, é adquirida pelo grupo Barraqueiro, que vendeu 20% do capital ao grupo britânico Stagecoach Holding, que acabou por pintar os eléctricos de vermelho.
Nos nossos dias o eléctrico renasceu a partir de 1996, em várias fases , recuperando-se inicialmente o troço Estefânia, Ribeira de Sintra e inaugurando-se posteriormente o troço entre a Ribeira de Sintra e o Banzão a 30 de Outubro desse ano. A passagem da exploração para a Câmara Municipal de Sintra, permitiu retomar a circulação em 2001, e mais tarde fazer chegar de novo o eléctrico à Praia das Maçãs.
Depois da recuperação em vários pontos do percurso, em mais uma prolongada interrupção durante parte do ano de 2009, aguarda-se que este novo arranque do eléctrico tenha uma vida mais longa do que a “Casa do Eléctrico”inaugurada em Outubro do ano passado, na Vila Alda, na Estefânia, que já mudou de denominação e parece ser agora uma galeria de arte.

O regresso do Eléctrico à Praia das Maçãs

Embora anunciado para o mês de Abril de 2010, o regresso aos carris do eléctrico da Praia das Maçãs, terá sido adiado para meados de Maio, segundo informações que recolhemos, por motivo de obras ainda a realizar na Ribeira de Sintra.

electricocorreio2010final
Fontes consultadas:
“O eléctrico de Sintra um percurso centenário” –Júlio Cardoso,Valdemar Alves ed.CMS
Sintra Regional (2004)
Obras de José Alfredo da Costa Azevedo
Photobucket

5 comentários:

Fatyly disse...

Já fiz o percurso de Sintra até à Praia das Maçãs e volta. Adorei e apenas teve apenas um senão: para cá enjoei e sinceramente não volto a repetir.

Na Ribeira de Sintra a coisa está preta e julgo que em Maio hummm pelo andar da carruagem não deve ser, porque na semana passada ou há 15 dias, nova derrocada na curva após o cruzamento. Não sei se aquele terreno é privado...mas já sofreram várias intervenções e novamente a linha ficou cheia de pedragulhos e terra, tapando quase na totalidade a tela branca sobre o carril. Ontem passei lá por volta das 21h quando vinha da casa dos meus, chovia a potes e o lamaçal era imenso. Veremos e oxalá que consigam, porque as escolas/colégios e turistas agradecem :)
A casa do eléctrico ainda não visitei!

Um abraço

Fatyly disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
barãodalapa disse...

Não tenho a certeza absoluta, mas parece-me que os eléctricos nos anos 60, quando eu era miúdo, já eram vermelhos.Não me recordo de os ver azuis.
Abraço

pedro macieira disse...

Fatyly,
As informações que consegui obter, é que o traso provocado pela tal derrocada de terras na Ribeira de Sintra de uma propriedade privada, iriam atrasar o arranque da temporada 2010 dos eléctricos, pelo motivo de obras,para sustentar aquela situação,
E que antes de meados de Maio seria dificil "ver passar os eléctricos".
Um abraço

pedro macieira disse...

barão da lapa,

Após consulta aos "Eléctrico de Sintra" de Júlio cardoso e Valdemar Alves, a questão das cores é a seguinte:
De facto a cor azul da "Sintra Atlântico" dos autocarros e dos eléctricos, foi efectuada em 1956 (deixaram de ser amarelos), e só em 1963 é que os eléctricos foram "vestidos" de vermelho, e após a longa interrupção depois do 25 de Abril de 1974 já com a Rodoviária Nacional,a cor vermelha manteve-se, o mesmo depois da britânica Stagecoach Holding e, 1995, adquirir 20%ao Grupo Barraqueiro, na altura proprietária dos eléctricos.

Um abraço